10 dicas simples para não se sentir sozinho na idade adulta

O adulto é geralmente enfrentar a uma vida inativa, o que o leva a um sentimento total de solidão e isolamento que invade o estado anímico da pessoa de forma negativa, gerando angústia e mal-estar. Quando isso persiste estão cada vez mais isolados e incomunicáveis e carentes de afeto. No entanto, nem tudo é negativo. Não só a esperança de vida, mas a qualidade de vida tem aumentado significativamente e as pessoas adultas estão com melhores capacidades físicas para desenvolver as atividades, desejos e sonhos que ficaram pendentes.

Tome consciência física: é importante entender que com o passar dos anos se têm outros tempos, que não necessariamente o limitam fisicamente, mas que marcam um outro ritmo na hora de avançar. Não desespere!
Conta com um novo estilo de vida: com outros gostos, outros interesses, outras atividades, outros desejos e mais tempo livre.
Comece um curso de informática: pode cumprir esse sonho de aprender a pesquisar na internet notícias, artigos e, além disso, é um bom meio para conhecer gente nova que está atravessando a mesma situação que você. O mesmo pode até entrar em contato diário com familiares que moram em outras cidades!
Cadastre-se em oficinas de leitura e memória: é um bom momento para ler algo bonito, conversar com outras pessoas sobre os diferentes pontos de vista e estimular a mente.
Ofereça-se como voluntário: é uma atividade e uma ocupação que, de algum modo, o conecta com a responsabilidade de ir a um lugar, de se comprometer com algo, oferecer bônus e ajudar outras pessoas. Ao contrário do que se costuma pensar, nestas situações é mais o que recebe, que o que dá.
Veja filmes: sempre é um bom meio para afastar pensamentos, transportar-se para outros lugares e passar um agradável momento em sua casa ou no cinema.
Tome um café com um amigo/a: aproveite esta oportunidade para conversar e passar um momento descontraído e livre de amarras.
Dirija-se a um clube de aposentados: existem mutualistas, clubes que organizam reuniões e oferecem a possibilidade de viajar e participar de atividades culturais interessantes.
Faça atividade física: iniciar o alongamento, yoga, esfero dinamia, hidroginástica são alguns dos espaços de atividade física que se encontram adaptados aos gostos e necessidades dos idosos.
Cadastre-se em uma oficina de pintura: esta alternativa estimula a criatividade e é uma atividade que ao ser manual ajuda a diminuir o estresse.

Conselheiro: Maria Dolores Conde (Mat. 6179), Licenciatura em Psicologia