Colágeno hidrolisado

O colágeno em cirurgia e estética


A pele é um dos elementos do corpo que mais cuidado você precisa, devido a que é uma das partes que continuamente está exposta perante os agentes externos. Neste sentido, a passagem dos anos não são os únicos prementes do agravamento da pele, se não que também estar sujeito a climas extremos ou a uma quantidade abundante de poluição, podem acabar por produzir vários problemas.


No entanto, para além de qualquer problema externo, passada a fronteira dos 25 anos, o organismo diminui de forma considerável a produção de colágeno de onde se segue reduzindo, conforme vão passando os anos. O colágeno é uma proteína que se encarrega de favorecer a elasticidade da pele e também ajuda a prevenir as rugas e evitar a flacidez. Estes sintomas são mais frequentes nas pessoas idosas, devido à perda na produção de colágeno de forma natural.


Para poder combater o envelhecimento, existem tratamentos, tanto estéticos como pela toma de suplementos, em que se trata de ajudar o organismo através da assimilação deste colágeno. Neste sentido, vamos diferenciar claramente ambos os tratamentos e ver como funcionam.


Injeções de colágeno para o tratamento estético


O objetivo das injeções de colágeno no tratamento estético, é acabar com as rugas e as linhas de expressão do rosto. Apesar de que estas operações são as mais procuradas entre pacientes entre 35 e 60 anos, também com colágeno podem ser submetidos a tratamentos para aumentar o volume dos lábios.


Ao contrário de outros tratamentos, estas injecções de colagénio requerem uma preparação prévia do paciente. Apesar de que não se trata de nada grave, é importante ter em conta eventuais alergias que o doente tem os produtos que vêm da vaca e não ter doenças como pode ser o SIDA, basicamente, requer-se gozar de uma boa saúde.


Uma vez que o paciente foi declarado como adequado para proceder ao tratamento, é importante saber também que cada paciente pode reagir de uma maneira diferente ao mesmo. Desta forma, as injeções de colágeno, pode mudar de acordo com os pacientes e em algum deles, pode ser que o seu corpo detecte esta intrusão de colágeno como uma substância estranha e termine por ter algum tipo de problema.


De todas maneiras, isto é algo bastante incomum, já que com os estudos prévios ao tratamento, costumam descartar os pacientes potenciais que possam experimentar qualquer tipo de problema, mas é importante ter em conta que este poderia vir a acontecer, ao dar-se o caso. Por outro lado, se o paciente não tem nenhum tipo de problema, o processo é bastante simples e torna-se um tratamento não invasivo, conseguindo elevar o nível de pele na área em que se gerencie, eliminando, em boa medida as rugas.


Como é o procedimento


Antes de realizar as injeções, o médico prepara a área sobre a qual vai trabalhar limpando e desinfectándola. Trata-Se de um tratamento tão simples, que o paciente não requer nem anestesia, já que a dor que você vai sentir vai ser mínimo, como se fosse um mero incômodo.


Estamos diante de um processo rápido onde as sessões, dependendo das zonas a tratar, têm uma duração média de meia hora. Estas injecções de colagénio são realizadas sob a área da pele que se pretende tratar. Para isso, com o uso de uma agulha fina, vai injetar em vários pontos da área que será absorvida mais tarde. Um dos pequenos efeitos secundários que apresenta, é um pequeno inchaço na área tratada, mas que vai diminuindo rapidamente com o passar do tempo.


De fato, estas pequenas inchaços serão a única lembrança que guardemos depois do tratamento, devido a que você pode fazer a sua vida normal logo após o mesmo, sem nenhum tipo de problema, já que, como muito o inchaço ou vermelhidão pode ter uma duração de 48 horas, podendo-se usar maquiagem para disfarçar o mesmo.


Alternativas para as injeções de colágeno para uso estético


Se você tem fobia de agulhas, te dão medo das injeções ou qualquer outro tipo de problema que se evite poder desfrutar de uma intervenção de cirurgia plástica, é importante saber que você pode tomar colágeno de diferentes formas e que existem alternativas igualmente eficazes em diferentes modalidades.


Em primeiro lugar, um dos mais comuns é o de tomar o colágeno em forma de comprimidos. Estes comprimidos se encontram à venda nas farmácias e também em clínicas de estética. Estes comprimidos, se acompanham com vitamina C, que ajuda a que o colágeno é absorvida de forma muito mais eficaz e, além disso, tem mais indicações, além das vantagens estéticas, como pode ser para aliviar dores de artrite ou melhorar a musculação para os atletas.


Outra forma possível de tomar colágeno, é transformá-lo em líquido. Neste sentido, este colágeno bebible se toma junto com ácido hialurônico e tem um efeito de hidratação e rejuvenescimento da pele, onde, com o tempo, as rugas ficam ocultas quanto. Não se trata do tratamento mais rápido, mas é uma boa alternativa para aquelas pessoas que não possam suministrárselo de outro modo. Para favorecer a absorção do colágeno, como em comprimidos, é recomendado tomá-lo com a vitamina C, por isso, você pode acompanhar co um suco de laranja.


Colágeno em Cápsulas: Dermacaps


O Dermacaps é outro tratamento alternativo a longo prazo, seria o de tomar o colágeno em cápsulas de 8 a 10 gramas por dia, durante cerca de 90 dias.


Essas cápsulas são compostas de ácido hialurônico que ajuda a proteger os ossos dos golpes que possamos sofrer e também favorece as articulações, permitindo-nos desfrutar de uma cartilagem muito mais flexíveis.


https://www.saudedoshomens.net/wp-content/uploads/2019/01/Dermacaps-produto.jpg


Ao igual que os anteriores, recomenda-se a sua ingestão de vitamina C, para favorecer a absorção do colágeno em nosso organismo.


Para ler mais a respeito sobre o colágeno em cápsulas, acesse o artigo https://www.saudedoshomens.net/dermacaps/