Pixels de felicidade respingados na telinha

Para uns, é uma gota de orvalho numa pétala de flor. Para outros, uma casinha, uma colina. Alguns reclamam que ela foi embora (mas a saudade no peito ainda mora). Há ainda quem diga que, para que ela aconteça, basta andar tranquilamente na favela onde nasceu. E tem mesmo os que afirmam que ela brilha no ar como uma estrela que não está lá. Leia mais

10 Mais: Mocinhos Covardes

O mocinho, ou o herói da trama, tem duas funções: apoiar a mocinha à superar um obstáculo ou ser o seu objeto de desejo. Certo? Errado! Muitas vezes eles próprios se encarregam de ser o principal antagonista de nossas heroínas. Afinal de contas, um homem que sempre duvida, abandona e engana sua amada, não está muito interessado em ajudar, não é mesmo?

Leia mais

10 Mais: Vilãs Azaradas

Sem elas nada acontece em uma novela. Se a atazanada vilã não for lá incomodar a vida da mocinha, a trama não anda! Por vezes, os seus planos para expulsar uma irmã da cidade, para roubar a filha de uma outra mulher, para acabar com a carreira de um novo trio musical ou até para destruir a imagem de uma empresária emergente vão por água abaixo e essas determinadas mulheres acabam sendo humilhadas em rede nacional. Quem ganha é o público, que se diverte quando vê “o feitiço virar contra o feiticeiro”. Desculpem garotas, mas nem todas nasceram para ser uma Odete Roitman! Leia mais

Museu literário de grandes novidades

A novela “Mandala”, tema de nosso dossiê da semana foi beber diretamente da fonte do teatro grego quando trouxe para a TV a história de Édipo e Jocasta em plena década de 80. Mas Dias Gomes não foi o único e nem o último a buscar inspiração em grandes histórias clássicas da literatura.  Leia mais

“A queda que parece não incomodar”

2012 foi um ano de altos e baixos para a Globo no que diz respeito aos números de audiência de suas novelas. Fenômenos como Avenida Brasil e Cheias de Charme surpreenderam a emissora carioca, que também amargou números abaixo dos esperados com as atuais atrações Salve Jorge e Guerra dos Sexos. A seguir, uma pequena análise que faço “abelhudamente” sobre esse sobe e desce no Ibope da teledramaturgia da principal emissora do país. Leia mais

10 Mais: Cidade Fictícia

Existem algumas cidades fictícias na vasta teledramaturgia brasileira que entraram de vez no imaginário do público. O cuidado de algumas produções com os detalhes estéticos, com a cenografia, com a recriação da região retratada, era tão grande que ficava difícil saber se aquela cidade existia de fato, ou não. Pois que noveleiro duvida que Santana do Agreste realmente exista na Bahía? Bem próxima à Tubiacanga. Ou que Ventura seja uma das maiores exportadoras de chocolate do nosso país? Hoje descubra as dez cidades fictícias mais inesquecíveis segundo os nossos colaboradores. Leia mais

Marcello Novaes e Murilo Benício: Um duelo que atingiu seu clímax

Desde 1965, quando a Rede Globo exibiu sua primeira novela, até hoje mais de 300 produções (incluindo também minisséries) já foram produzidas pelo canal, fazendo chegar até o público uma gama dos mais variados tipos de personagem. Apesar dessa variedade, não é incomum atores se trombarem no mesmo lado, ou em lados opostos, das tramas. Este é o caso de Marcello Novaes e Murilo Benício, que dividem a mesma mulher em “Avenida Brasil” e se colocam cada dia mais em lados opostos do ringue. Leia mais

“Chocolate com Pimenta”: Olga consegue separar Danilo e Aninha

Ana (Mariana Ximenes) e Danilo (Murilo Benício) não terão sossego nos últimos capítulos de “Chocolate com Pimenta”. Após o casamento, Danilo ainda mostra alguma insegurança com relação à presença de Miguel (Caco Ciocler) cercando sua esposa. Margot (Rosamaria Murtinho) chega a previnir o cigano a ir embora para evitar algo ruim, mas ele prefere permanecer na cidade.  Leia mais

“Chocolate com Pimenta”: Aninha recupera a fábrica

Depois de todas as dificuldades que passou, chegando até a usar o caderno de receitas de Ludovico (Ary Fontoura), Ana Francisca (Mariana Ximenes) finalmente vai ter uma segunda chance de tentar reaver seus bens. O julgamento é marcado e todas as cartas vão ser usadas para garantir que ela prove que o documento apresentado por Jezebel (Elizabeth Savalla) é falso.  Leia mais

Tele Dossiê refresca a Memória sobre “Chocolate com Pimenta”

“Chocolate com Pimenta” está a poucos capítulos de se despedir do público. Por isso, nossa “Memória” de hoje relembra duas matérias publicadas na época em que a novela foi exibida, em 2003. Na primeira, o elenco levou um susto quando a novela foi “reclassificada”, nome moderno criado pelo governo para disfarçar a censura. A segunda matéria, publicada pelo jornal “Valor Econômico” conta a história da novela e como Walcyr Carrasco se inspirou na opereta “A Viúva Alegre” (e não na peça “A Visita da Velha Senhora”, como muitos noveleiros e até jornalistas insistem em comparar) para criar sua história. Leia mais