“Doce de Mãe” é uma doce comédia

A sociedade brasileira está envelhecendo.  Prova disso são dados divulgados pelo IBGE que dão conta que essa faixa etária deve passar de 14,9 milhões (7,4% do total), em 2013, para 58,4 milhões (26,7% do total), em 2060. E é natural que a teledramaturgia passe a se interessar por esse segmento e toda sorte de sentimentos e questionamentos que ele traz consigo. Leia mais

Policiais bem trapalhões

Até bem pouco tempo atrás, a série “Brooklyn Nine-Nine” (2013, Fox) era uma ilustre desconhecida mundo afora. Tinha seu público cativo nas terras do Tio Sam, é verdade, mas fora do circuito americano, pouca gente a conhecia. Mas, tudo mudou no começo de 2014, quando o programa recebeu dois Golden Globes: melhor série de comédia ou musical e melhor ator cômico, para Andy Samberg. Após derrotar alguns dos medalhões da comédia, como “The Big Bang Theory” e “Modern Family”, os olhos de muita gente se voltaram para os atrapalhados policiais do fictício distrito policial do bairro nova-iorquino. Afinal, que série é essa? Leia mais

American Horror Story: uma história dos nossos tempos

Eu sou suspeitíssima para falar sobre histórias de terror. Minha relação com sobrenatural se deu muito cedo. O primeiro livro de horror que li na vida, foi “Cemitério Maldito” do Stephen King, tinha então uns 10 anos. Na adolescência, a minha fixação era tão, tão grande que, enquanto as amiguinhas colecionavam figurinhas do “Amar é”, eu tinha, feliz da vida, um álbum do Jason e do Freddy Kruger. Leia mais

A Gringa Família

Uma família muito unida, e também muito ouriçada. Brigam por qualquer razão, mas acabam pedindo perdão. Não, não estamos falando de Lineu, Nenê e grande família. O assunto aqui é a aclamada pela crítica, vencedora de dezenas de Emmys e uma das séries mais assistidas dos Estados Unidos: “Modern Family” (ABC), série cômica criada por Christopher Lloiyd e Steven Levitan – que já haviam trabalhado juntos na equipe criativa de “Frasier” (1993). Leia mais

A juventude de Norman Bates

Foi tudo muito rápido. A jovem Marion roubou 40 mil dólares da imobiliária onde trabalhava e fugiu para bem longe. Acabou parando para descansar num velho hotel de beira de estrada. Ali havia apenas o proprietário, Norman, e sua mãe. Cansada, Marion resolve tomar um banho. Sem que ela perceba, surge por trás da cortina do box uma silhueta feminina, que cresce em sua direção. De repente, uma faca. Leia mais